Wednesday, December 10, 2008

Escorregar na água. Espelhos de água. Amanhã desenho isso. Eu a escorregar na água de gelo derretido.
Apanhei dois sustos com neve, um em 1998 e outro em 2008.

“Imagina o melhor chutney barrado nas costas de um sapo!, isso é vida...”
“Então eu lambo-lhe as costas”


“E se fosse um bolo rei? Se não gostares de frutas cristalizadas?”

link para as imagens na galeria qazul.

Lê Laurie(1), para mim. “A man in a room, gambling”.
O cérebro de laurie fala-lhe coisas impressionantes, o homem é monótono, entretém-se com truques de cartas. Eu vou lá lamber disfarçada para não parecer mal. Mas

É importante ler. Para não perder nem um segundo sem se ter vivido em muitas linhas (nada paralelas) em simultâneo e para encher a linha em que se vai.

“Se tivesse oportunidade de perguntar alguma coisa a quem soubesse as respostas todas, perguntava: “estive enganada por quanto tempo?””
A verdade que se procura e viver em verdade.
Lista de perguntas a fazer, amanhã também.


(1)

I don't know about your brain- but mine is really bossy I come home from a day on the golf course and I find all these messages scribbled on wrinkled up scraps of paper and they say thing like: why don't you get a real job? or: you and what army? or: get a horse. and then I hear this voice comin from the back of my head uh huh (whoa-ho) yep! it's my brain again and when my brain talks to me, he says: take me out to the ballgame take me out to the park take me to the movies cause I love to sit in the dark take me to tahiti cause I love to be hot and take me out on the town tonight cause I know the new hot spot.

1 comment:

nn said...

oh yee, come on feet!