Wednesday, February 27, 2008




1. Antes de dormir lembro-me sempre de dizer: “obrigada” e “desculpa”. E às vezes: “foi sem querer”.

2. Voltei aos Caldeireiros. Alguns apontamentos: gostei muito da exposição e o melhor momento foi a única surpresa que tive (nas montanhas as noticias também chegam) - os sete minutos de leitura do texto da exposição; os “peixinhos da prata” são um asco, mas vamos ver o que comem durante o tempo da exposição, com esta experiência posso prever o tempo de duração dos meus próprios livros porque a minha casa tem sofrido uma praga destas criaturinhas; desta feita descobri o senhor que fez a bomba do teleférico, falta agora descobrir quem a roubou; quando vi uma senhora a espreitar lembrei-me que antes (em 2000, naquela mesma rua) havia uma grande abertura à rua, aos habitués da zona, a um público não especializado, mas à sua maneira interessado e curioso, local, que era sempre bem recebido; por último, acho que vou dar uma estrela à exposição por ter mais qualidade do que eu pensava e também porque o próprio artista pediu-me este favor.

3. Cão danado: o cigano que, cheio de charme, me vendeu um monte de tralhas, onde se inclui um chapéu de majorette e um aquário onde não cabe uma sardinha.

4. Bolas, que sorte! O meu blog é o melhor do universo. E para além do mais tem informação útil sobre arte & design.

1 comment:

a filha do cigano said...

Louis, os teus capacetes estão lá! tens lá um turbo qualquer coisa que é d+!