Thursday, April 17, 2008

WORKING CLASS HERO



1. Talvez já seja demais...
O que ficou como registo das aventuras foram os bilhetinhos e as cartas. Hoje não faz sentido este hábito de guardar madeixas de cabelo, lencinhos, rosas secas, papelinhos obscenos, bilhetes da ópera, e por ai fora, mas têm-me falado de sms realmente ousadas. Ontem passei a tarde, numa linha paralela a estar no bar fbaup a discutir hot-topics, a ir às aulas e tratar de assear a minha habitação, a pensar em mensagens tipo SPAM, dirigidas a alguém imaginário. Aliás, tudo começou com uma conversa electrónica, entre mim e a yoko sobre precisamente isto. A Yoko já era uma grande poeta na altura! Tirei apontamentos das minhas ideias e não é nada fácil. É, contudo, um bom exercicio ao qual me vou entregar nos próximos dias.
2. João, o teu texto está quase pronto, manda-me um email se estiveres com urgência em recebê-lo. Estou a pensar em publicá-lo aqui. Bom trabalho na montagem.

3 comments:

catarina said...

vi o filme, outro dia, na televisão e amei!
não tinha visto no cinema...

isabel carvalho said...

espero que essas aulas estejam a correr bem...
o importante é amor!

catarina said...

eheheheheheh
andamos muito românticas...